A Evolução Dos Filmes

A Evolução Dos Filmes

Embora as técnicas de tingimento e pintura manual tivessem sido métodos disponíveis para adicionar cor aos filmes por algum tempo (Georges Méliès, por exemplo, contratou uma equipe para pintar à mão muitos de seus filmes), nenhum dos métodos pegou. Em 1929, três quartos dos filmes de Hollywood tinham alguma forma de acompanhamento sonoro e, em 1930, o filme mudo era coisa do passado. Mal previam eles que sua aposta não apenas as estabeleceria como uma grande presença de Hollywood, mas também mudariam a indústria para sempre. Diferentes empresas tentaram filmar em lugares mais quentes, como Flórida, Texas e Cuba, mas o lugar onde os produtores finalmente tiveram mais sucesso foi um pequeno subúrbio industrial de Los Angeles chamado Hollywood. Contudo, isso era impraticável com o sistema atual, que muitas vezes se baseava em filmagens externas e era predominantemente baseado em Chicago e Nova York – duas cidades cujas condições meteorológicas impediam a filmagem ao ar livre durante uma parte significativa do ano. Enquanto o cinema inicialmente competia com outras formas populares de entretenimento – circos, teatros, shows de mágica e muitos outros – acabaria por suplantar esses vários entretenimentos como a principal atração comercial.

O assistente de Thomas Edison criou a primeira máquina capaz de capturar imagens em movimento. Os inventos posteriores foram aprimorando essa máquina e moldando o que é o cinema. Primeiramente, os filmes eram em preto e branco e sem som, já que ainda não havia tecnologia para isso. Mesmo assim, todas as salas de cinema tinham um pianista, o que deixava os custos elevados.

História E Imaginação

Após assistir ao filme, estimule a turma a criar hipóteses para a criação dos efeitos especiais do filme sem o uso do computador. Alguns alunos os melhores filmes podem ter conhecimentos prévios sobre bolsas de tinta para jorrar sangue, explosões, vidros feitos de gelo e o cenário de fundo verde.

A década de 90 começou aterrorizando o cinema brasileiro quando, no governo Collor, a Embrafilme foi extinta. Apenas três filmes brasileiros chegaram aos cinemas no ano de 1992 com o baque. É a partir de 1993 que o cinema nacional entra na fase conhecida como Retomada, que mantém seu impacto até hoje, com a criação de leis de incentivo ao audiovisual brasileiro e o apoio à criação de novas produtoras e de uma nova classe artística. É o caso, por exemplo, das escolas de cinema expressionista e surrealista. O aumento do público de teatro que se seguiu à introdução de filmes falados mudou a estrutura econômica da indústria cinematográfica, provocando algumas das maiores fusões na história da indústria. Em 1930, oito estúdios produziram 95% de todos os filmes americanos e continuaram a crescer mesmo durante a Depressão. Contextualize explicando aos alunos que no princípio, até 1907 o cinema nacional reduzia-se a filmar paisagens da Baía de Guanabara, mas depois vieram os filmes mudos de ficção.

evolução dos filmes ao longo da história

História Do Cinema

Nota-se isso em nossa sociedade atual, na qual há anos cresce o gosto por filmes grandiosos e de fantasia – muito envoltos pela cultura pop -, como os do universo Marvel e as sagas Harry Potter e O Senhor dos Anéis. Início do cinema falado, que muda a experiência cinematográfica tanto no fazer quanto no assistir. É interessante citar que o cinema de animação ganha espaço aqui também. Em 1928, Walt Disney lançou o curta-metragem “Steamboat Willie”, dando início à época em que a animação começa a ganhar reconhecimento. Hollywood deixa de ser apenas uma cidade que abriga grandes centros cinematográficos para virar sinônimo das produções estadunidenses; aquela coisa de ouvir a expressão “nossa, que filme mais hollywoodiano”. Hollywood é uma cidade – distrito de Los Angeles – conhecida por abrigar grandes centros de produções cinematográficas, o que a colocou em destaque cultural, sendo extremamente reconhecida por isso. A economia da cidade é baseada pela sétima arte e o que se pode gerar à partir dela.

O Que É, Então, O Cinema?

Em 1919, depois da Primeira Guerra Mundial e quando a Alemanha passava por um forte período de depressão econômica, surgiu o Expressionismo Alemão. Nos filmes de terror que pertencem a esse movimento, o que não faltam são cenários distorcidos, personagens com maquiagens carregadas e filmagens que aprofundam essa deformação. No começo do século XXI, o cinema brasileiro adquire novamente reconhecimento no cenário mundial, com diversos filmes indicados para festivais e Oscar. Os filmes de baixíssimo custo – os chamados “caseiros” – começavam a aparecer.

A francesa Alice Guy foi a primeira cineasta mulher e a primeira pessoa a explorar a via narrativa do cinema. Autora de quase mil obras, fez seu primeiro filme baseado num conto popular, “A Fada dos Repolhos”. Com a introdução do som, a experiência no cinema ficou completa nos anos 1920.

Muitos temiam que os filmes e suas estrelas pudessem ameaçar a ordem moral do país. Por causa da natureza do crime e da celebridade envolvida, esses medos ficaram inexplicavelmente ligados ao caso Artbuckle. Embora os relatórios de autópsia determinassem que Rapp morrera de causas pelas quais Arbuckle não podia ser culpado, o comediante foi julgado por homicídio culposo e sua carreira foi arruinada.

É nessa década que funda-se a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, responsável por entregar anualmente a estatueta do Oscar aos melhores filmes escolhidos. O Fuzil Fotográfico por sua vez foi desenvolvido em 1878 pelo francês Étienne-Jules Marey. O instrumento consistia em um tambor forrado por dentro com uma chapa fotográfica circular. Ele era capaz de produzir 12 frames consecutivos por segundo, sendo que todos os frames ficavam registrados na mesma imagem.

publicado
Categorizado como cinema

Deixe um comentário